11 Dicas Para Fazer Seu Dinheiro Render Mais

Dicas Para Economizar Seu Dinheiro

11 Dicas Para Fazer Seu Dinheiro Render Mais

Com o consumismo desenfreado a que estamos expostos hoje em dia, fica cada vez mais difícil economizar dinheiro. Mas com bom senso e algumas mudanças de hábitos, é possível salvar nosso dinheiro, especialmente no que se refere a gastos desnecessários.

Independente se você é dona de casa ou trabalha fora, a ordem é controlar suas finanças para que assim possa viver sem sustos, com tranquilidade e melhor ainda, sem dívidas. Tarefa fácil? Para a maioria dos mortais não é, especialmente para nós mulheres que muitas vezes sofremos com uma certa compulsão por compras.

Para isso, precisamos lançar mão de algumas dicas e abandonar vícios de consumo que acabam com o nosso equilíbrio financeiro. O primeiro passo é admitir que gastos excessivos podem tornar-se um círculo vicioso e estabelecer algumas metas são necessárias para quebrar esse ciclo.

Confira abaixo algumas dicas que podem ajudar você a estabelecer essas metas e organizar sua vida financeira de uma vez por todas:

1. Não compre nada por impulso

Antes de fazer qualquer compra, sempre faça essas três perguntas a si mesma: Eu preciso realmente deste item? Será que isso que vou comprar terá utilidade nos próximos anos? Será que esta compra vai comprometer meu orçamento? Respondendo a essas perguntas, você terá uma noção se esta compra é realmente viável ou se está agindo apenas por impulso.

2. Invista sempre em qualidade ao invés de quantidade

Muitas vezes com o intuito de economizar, acabamos comprando coisas de baixa qualidade somente por ter um preço atrativo. Porém, o barato pode sair caro. As chances de nos frustrarmos com um produto de baixa qualidade é grande, por isso investir em qualidade significa economia a longo prazo.

3. Dê uma boa arrumada no seu armário ou closet

Organize seu armário ou closet e dê uma olhada nas coisas que você possui. Não é incomum encontrarmos peças de roupas ou acessórios que nunca nem sequer usamos. Por isso, antes de se embrenhar em uma nova compra, tenha certeza de que já não possua algo que possa ser usado na ocasião.

4. Utilize os pontos do seu cartão de crédito

Hoje em dia, é difícil alguém que não possua um cartão de crédito. Porém, muita gente não dá importância para os pontos acumulados no cartão, deixando-os expirarem. Dependendo da quantidade de pontos, você pode trocar por algum produto que esteja precisando ou até por milhas aéreas.

5. Acompanhe seus gastos de perto

Comece a anotar seus gastos mensais. Desta forma você descobrirá para onde vai o seu dinheiro, quando este chega ao fim antes do fim do mês. Controle seus hábitos ao longo do mês e veja quais são seus gastos realmente necessários. Assim ficará mais fácil descobrir os seus vícios de consumo.

6. Seja adepta do “Faça você mesma”

Viciada naquele café que você toma todos os dias na sua cafeteria preferida? Que tal aprender a fazer você mesmo em casa? O “DIY” (Do It Yourself) é uma tendência mundial, praticamente um estilo de vida. E pode ter certeza de que esse estilo de vida pode trazer muitos benefícios ao sue bolso.

7. Cartão de crédito = válvula de escape?

Se você usa seu cartão de crédito como uma válvula de escape, está na hora de rever seus conceitos. Comprar alguma coisa só por comprar, pode até trazer uma felicidade momentânea, mas sabemos que o buraco está mais embaixo. Cuidado para não descontar suas frustrações no cartão de crédito.

O resultado disso, todos nós sabemos bem: cartão de crédito estourado além de dívidas que acabam com nossas noites de sono. Defina uma meta de quanto pode gastar por mês, e caso tenha dívida, pague da forma que puder antes de contrair novas dívidas, caso contrário se tornará uma bola de neve.

8. Se policie, mas não fique neurótica

Pode parecer contradição dizer isso, mas após fazer um bom planejamento do seus gastos, permita-se a uns mimos de vez em quando. Você merece, afinal fez a lição de casa direitinho e aprendeu a desenvolver bons hábitos de consumo. Só não se esqueça do bom senso, item primordial sempre.

9. Pequenos gastos, grande diferença

Muitas vezes, prestamos atenção nos gastos maiores que temos. Mas cortar pequenos gastos, pode dar uma diferença tremenda ao longo do ano. Uma pizza com refrigerante por semana pode custar em média 160 reais em um mês. Em um ano será um gasto de 1920 reais. Uma economia e tanto não é?

10. Adote uma mentalidade de Poupança

Como todos dizem: Dinheiro parado é dinheiro perdido. Quando você começar a conseguir guardar uma quantia todos os meses, não deixe o dinheiro parado na conta. Se ainda não paga uma aposentadoria, cogite na ideia de pagar. Não importa que idade tenha. Nunca é tarde para investir no futuro.

Outra ideia é consultar o gerente do seu banco sobre como a melhor forma de aplicar o dinheiro que economizou. É uma boa forma de fazer o dinheiro render e assim chegar mais rápido aos seus objetivos, seja a compra de um carro, uma casa própria ou mesmo para aquela viagem dos sonhos.

11. Aprenda a fazer uma boa pesquisa de preço

Nunca compre assim de supetão. Aprenda a fazer uma boa pesquisa de preços, não só em lojas físicas como em lojas online. Aliás, dependendo do produto, a melhor opção de preço está nas lojas online. Sabendo vasculhar bem o submundo da internet, podemos fazer uma grande economia.

Espero que tenham gostado das nossas dicas de como aprender a usar o dinheiro da melhor forma possível e de quebra, ainda economizar um bom bocado. 🙂

Compartilhe este artigo:Share on Facebook0Share on Google+0Email this to someoneTweet about this on Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *