Alimentos com carboidrato “do bem”

Confira alguns alimentos com carboidrato “do bem”

Para quem faz dieta, os carboidratos são considerados vilões, mas na verdade eles fazem parte de um grupo muito essencial para a alimentação saudável. A dica é manter os carboidratos de forma sadia, sabendo qual o tipo consumir e a quantidade ideal.

Como nem todos os carboidratos estão liberados para quem deseja emagrecer, você pode apostar nos carboidratos complexos como frutas, legumes e ingredientes integrais, consumindo com moderação os refinados, como arroz branco e massas.

Entre todos os itens que não pode faltar em nosso cardápio está a abóbora, maçã, cevadinha, mandioca, pão integral, arroz integral, grão de centeio e o feijão. Isso porque eles fazem bem à saúde e são grandes aliados na perda de peso, ajudando a manter o seu bom-humor e ainda funcionam como combustível para diversas funções.

Sem contar que o carboidrato do bem é capaz de combater o colesterol ruim, proporciona a sensação de saciedade e previne doenças do coração. Além dos carboidratos acima mencionados, conheça outros tipos de carboidratos indispensáveis para a sua dieta:

Incluindo carboidratos do bem na dieta

– Pipoca
Proporciona a sensação de saciedade e ainda é uma excelente opção de petisco salgado. Uma xícara de pipoca possui 31 calorias e 6 gramas de carboidratos.

– Abóbora
Ela é rica em fibra e carotenoides que é uma substância antioxidante que ajuda na prevenção do envelhecimento precoce e ainda tem baixo teor de açúcar. Para a cada 22 gramas de abóbora são 6 gramas de fibras.

– Batata doce
Rica em carotenoides e fonte de vitamina C, potássio e proteínas, a batata doce ajuda a manter a sensação de saciedade.

– Quinoa
Ela é uma fonte completa de proteína, pois contém 9 aminoácidos que são essenciais para as necessidades do organismo e é também rica em fibras.

– Banana
Ideal para ser consumida após os exercícios, pois ajuda a repor a energia. Sem contar que é rica em potássio e apenas uma unidade oferece cerca de 3 gramas de fibras e de vitamina B6.

Cortando os carboidratos do mal da dieta

É importante ficar atento aos alimentos que contém carboidratos do mal, ou seja, os que prejudicam a sua dieta. Portanto, tire o glúten da sua alimentação porque essa proteína que está presente em massas, biscoitos, pães e bolos ajuda no ganho de peso.

Você não precisa ficar sem esses alimentos, pois existem à venda nos supermercados pães, biscoitos e bolos sem glúten, que são os carboidratos do bem. Com essa rotina você perceberá que a sua vida mudou muito, pois você se tornará uma pessoa mais saudável.

Mas não esqueça da importância dos exames de prevenção no aparecimento de doenças, pois isso ajuda numa melhor qualidade de vida.

Mas por que o glúten é o carboidrato do mal?

O glúten é uma proteína de origem vegetal que pode ser encontrada em cereais como malte, cevada, centeio, trigo e aveia. É conhecido como carboidrato do mal por favorecer a retenção de líquidos e o ganho de peso, sendo que em uma dieta com redução e restrição dessa proteína, a pessoa consegue emagrecer com saúde.

Podemos encontrar o glúten em massas, pães, bolos e biscoitos porque dá liga à massa e deixa a receita mais macia. Pode ser encontrado também em sorvete, hambúrguer, cerveja, iogurte, coxinha e em muitos outros alimentos industrializados que encontramos nos supermercados.

Quando o glúten chega ao intestino, ele se transforma em uma espécie de cola, grudando na parede do intestino, o que dificulta a absorção de nutrientes e assim, atrapalha a digestão.

Sem contar que ele dilata o abdômen, diminui a produção de leptina que é responsável em dar a sensação de saciedade e ainda reduz a produção de serotonina, que é o hormônio responsável pelo bem-estar.

Por: Andreia Silveira, colaboradora do site: http://www.planodesaudenota10.com.br

Compartilhe este artigo:Share on Facebook0Share on Google+0Email this to someoneTweet about this on Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *