Angélica, 35 kg a menos após a cirurgia bariátrica

Angélica, 35 kg mais magra após cirrugia bariatrica

História de Sucesso – Angélica

Muitas pessoas que estão bem acima do seu peso sonham todos os dias em ter um corpo magro, escultural e cheio de saúde. A cirurgia bariátrica pode proporcionar isso para aquelas pessoas, nas quais o excesso de peso se tornou um problema de saúde ou que vem afetando negativamente sua qualidade de vida.

Ao mesmo tempo, é normal sentir medo de encarar esse desafio. Afinal implica em mudanças drásticas em nosso estilo de vida e embora exista o desejo do sucesso, há também o medo do desconhecido, das incertezas e inclusive o medo de fracassar, de não conseguir superar os obstáculos que aparecerão após a cirurgia.

Optar pela cirurgia bariátrica, quando há necessidade é claro, pode ser fácil para alguns e extremamente difícil para outros. Desta maneira é sempre bom ler o depoimento de quem já passou pela experiência e sentiu na pele todos os tipos de sentimentos possíveis, como medo, insegurança, indecisão, etc.

Por isso, eu trouxe o depoimento da Angélica, amiga muito querida, que em janeiro deste ano se submeteu a uma cirurgia bariátrica e passado 10 meses, está 35 kg mais leve. Porém, ela diz que só a cirurgia por si só não faz milagres. É necessário realmente mudar seus hábitos alimentares para sempre, caso contrário poderá engordar novamente. Leia abaixo uma entrevista que fizemos com ela:

Depoimento de Angélica

projeto viver magra• Nome: Angélica Christina de Souza
• Cidade: Registro/SP
• Idade: 36 anos
• Peso anterior: 116kg
• Peso atual: 81kg
• Perdeu: 35kg
• Altura: 1,70m
• Data da cirurgia: 25/01/2012
• Medico: Wilson Paulo dos Santos
• Cidade: Campina Grande do Sul/PR
• Tipo de Cirurgia: Bariátrica By Pass em Y de Roux

Fotos de antes e depois de Angélica

1.Como era a sua vida e sua saúde antes da cirurgia?
Eu estava muito infeliz com o excesso de peso, pois estava me impedia de fazer várias atividades. Sentia muita dor na coluna, joelhos e meus pés inchavam muito ao final do dia, Não conseguia mais emagrecer, dieta não resolvia mais, porque se eu emagrecia 3kg, já recuperava rapidamente por causa da minha ansiedade. Remédios não faziam mais efeitos também, já tomei de todos os tipos, só me faziam mal, me deixavam mais ansiosa e até depressiva.

2.Como foi a decisão de fazer a cirurgia?
Demorei 1 ano para me decidir pela cirurgia. Procurei até uma psicóloga para saber se era a decisão certa ou se devia me aceitar “gordinha” do jeito que era. Mas cheguei a conclusão que não era só uma questão de “aceitação”, era uma questão de saúde. Não era só estética, pois não me sentia tão feia. Era uma questão de não aguentar mais carregar aquele peso, as limitações, não ir a lugares com escada ou que você tenha que ficar de pé, ou a lugares que você tenha que andar…Eu não ia porque sabia que não ia aguentar, era muito sacrifício, então decidi consultar o cirurgião.

3.O que essa cirurgia mudou em sua vida?
Mudou tudo, fora a auto-estima que você reconquista, a saúde e a disposição é outra. Foi a melhor decisão que tomei na minha vida!!! Faria tudo de novo, pois andar sem precisar mais carregar 35kg que já perdi até agora, não tem preço!!!

4.Após a cirurgia, quais as maiores dificuldades que encontrou?
Para mim foi bem tranquilo, eu fiz tudo direitinho como o médico recomentou. Não abusei e não abuso, nunca passei mal e nem precisei voltar para o hospital. A única dificuldade é que você tem que reaprender a comer. Nos primeiros 30 dias é mais difícil por causa da dieta líquida e dos cuidados redobrados que você tem que ter. Até tomar água você tem que reaprender. Quando começa a alimentação sólida, de novo é preciso ter muita paciência, comer bem devagar e mastigar muito…e nós, gordinhos não fazemos isso… Temos que aprender na marra…rsrs.

5. O que você diria para as pessoas que cogitam em fazer esse tipo de cirurgia, mas que por algum motivo, tem receio?

Eu falo pra quem está pensando em fazer, claro que com indicação do médico para fazer a cirurgia, que tem que pesquisar muito, saber de tudo, eu levei 1 ano decidindo e mais 1 ano com a cirurgia marcada me preparando, foram 2 anos pesquisando, tendo contato com quem já havia feito, é bom saber de tudo o que você pode passar e como a sua vida vai mudar, pois de fato tudo muda, mas pra melhor é claro.

Não dá mais pra “descontar” na comida, quando você vai a uma festa ou restaurante você tem que fazer escolhas, não dá mais pra pegar de tudo. Doce também você não consegue comer muito, você tem que se cuidar muito depois, tomar a vitamina pro resto da vida e ter uma vida saudável, com boa alimentação, além de fazer atividades físicas, o que acaba se tornando mais fácil, já que uma pessoa obesa não consegue nem caminhar muito né, mas depois não tem desculpa.

Enfim, a pessoa tem que estar consciente do que quer, consciente da mudança e também não pode achar que a cirurgia é milagre, ela só ajuda pois não cabe mais a mesma quantidade que você comia, porém, se a pessoa faz a cirurgia mas não muda a cabeça e só fica comendo besteira, além de engordar com o tempo, vai ficar com anemia e deficiências de vitaminas.

Angélica Christina de Souza

Parabéns por sua vitória Angélica. Tenho certeza que muitas ainda trilharão em seu caminho. E obrigada por compartilhar sua história conosco. Tenho certeza que vai ajudar muitas pessoas que estão indecisas sobre a cirurgia bariátrica.

Mande sua história para nós!

Se você tem uma história de sucesso como a da Angélica e quiser participar da Seção “Depoimentos”, mande um e-mail para dietaemagrecerurgente@gmail.com. Vou ficar muito feliz de publicar um artigo com a sua história. Tenho certeza que irá ajudar muita gente que está lutando contra os quilos a mais! Dicas e Sugestões também são bem vindos! Equipe Dieta Emagrecer Urgente

Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
23Share on Google+
Google+
0Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *