Dicas Para Prevenir e Tratar Enxaqueca

Dicas para acabar com enxaqueca

Dicas para prevenir e tratar enxaqueca

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), existem mais de 20 causas possíveis para a enxaqueca, uma condição que pode ser debilitante em muitos casos. A enxaqueca atinge ambos os sexos, mas especialmente as mulheres e se caracteriza por uma dor intensa e latejante, em um ou ambos os lados da cabeça.

Alguns casos são causados por um estreitamento dos vasos sanguíneos ao redor do cérebro. A sensação pulsante é muitas vezes agravada pela luz e o som, causando outros sintomas desagradáveis como náuseas e vômitos. Outra causa comum para a enxaqueca seria devido a um desequilíbrio nos níveis de estrogênio.

Os níveis de estrogênio caem acentuadamente no período pré-menstrual e pode ocorrer oscilações durante o ciclo menstrual. Os receptores de estrogênio nos vasos sanguíneos detectam quando os níveis deste hormônio diminui, levando a um estreitamento das artérias, comprometendo a circulação do sangue para o cérebro.

A dor é causada não só pelo estreitamento dos delicados vasos sanguíneos, como também pela ação dos “hormônios inflamatórios”. Esses mesmos sintomas podem ser consequência do consumo de álcool, especialmente vinho tinto devido a um ingrediente chamado tiramina, que também é encontrada em queijos envelhecidos. Segundo o Ministério da Saúde, de 5 a 25% das mulheres e 2 a 10% dos homens tem enxaqueca. Até crianças podem ser atingidas por esse mal.

Dicas para prevenir enxaqueca

As dicas abaixo podem ajudar pessoas cuja enxaqueca é decorrente do desequilíbrio nos níveis de estrogênio, mas lembre-se que em hipótese nenhuma deve automedicar-se. Converse sempre com seu médico antes.

1. Mircette é um contraceptivo oral frequentemente usado para uniformizar níveis hormonais para minimizar ou eliminar os sintomas da menopausa, que ocorrem quando os níveis de estrogênio cair…

2. Tomar contraceptivo oral continuamente (sem parar) mesmo durante a semana do período menstrual.

3. Tomar contraceptivo oral e durante o período menstrual 7 dias usar um adesivo hormonal como Climara (cada adesivo dura uma semana).

4. Fazer Terapia de Reposição Hormonal (TRH) pode ser útil na prevenção de enxaquecas relacionadas ao estrogênio em mulheres durante a menopausa.

Outras dicas que podem ajudar

1. Tomar café: O café pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea durante a fase de estreitamento arterial, ajudando a eliminar ou reduzir a enxaqueca. Mas ele é eficiente somente durante o início de uma crise e devemos ter cautela com seu consumo, afinal cafeína em excesso também pode acabar contribuindo para a piora.

2. Chá de gengibre: Dizem que é muito eficaz para aliviar dores de cabeça e enxaquecas devido às suas propriedades anti-inflamatórias. Confira a receita.

3. Chá de hortelã: Dizem que atua como uma aspirina natural pois contem substâncias analgésicas e anti-inflamatórias que aliviam as crises de enxaqueca e dores de cabeça. Faça o chá de hortelã em método de infusão.

4. Matricária: Esta erva medicinal pode ajudar a prevenir enxaquecas, inibindo a liberação de serotonina a partir do sangue. Pode mastigar duas a três folhas da planta a cada dia. Também está disponível em chá, comprimido ou cápsula. É possível também manipular a fórmula (Consulte seu médico antes).

3. Qualidade do sono: Nem é preciso dizer que isso é fundamental para relaxar o corpo e prevenir enxaquecas ocasionadas devido ao estresse. A prática regular de atividades que promovem o relaxamento como massagem, meditação, acupuntura também podem contribuir para prevenir enxaquecas.

Dicas para aliviar a enxaqueca

Segundo pesquisas, a luz pode ser um gatilho ou intensificar a crise de enxaqueca portanto evite ficar em frente à tela de computador, televisão ou ambientes, cuja iluminação possa fazer pressão sobre os olhos. Durante a crise, procure ficar em um ambiente mais escuro por pelo menos 20 ou 30 minutos.

Se nem assim a enxaqueca melhorar, o jeito será tomar analgésicos, como o ibuprofeno (Motrin ou Advil), aspirina, acetaminofen (Excedrin), ou naproxeno (Aleve.) Sempre toe estes medicamentos com alimentos e água em abundância para evitar danos ao revestimento do estômago. Se mesmo assim, a enxaqueca persistir, o ideal é consultar um médico para que ele avalie sobre a origem da dor de cabeça.

Algumas doenças podem estar relacionadas à enxaqueca como doenças oculares ou problemas na tireoide. O uso de certos medicamentos também podem ser a causa da enxaqueca, portanto é fundamental relatar ao médico sobre todos os remédios que toma regularmente, incluindo anticoncepcionais e reposição hormonal.

Compartilhe este artigo:Share on Facebook17Share on Google+0Email this to someoneTweet about this on Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *