Efeito Platô – O que é e como combater

por Silvia em 17 de fevereiro de 2011

O que é Efeito Platô?
Efeito Platô, é quando, no meio de uma dieta, o peso se estabiliza, ou seja, os ponteiros da balança emperram, e você percebe que já não emagrece mais, como no inicio da dieta.
Quem sofre ou já sofreu com o efeito platô, sabe o quanto isso é frustrante, pois os ponteiros da balança não descem, o que desce é a nossa auto-estima, gera uma sensação enorme de fracasso e desânimo, e que muitas vezes faz com que abandonemos a dieta, por achar que ela é a culpada.
Na verdade, a causa disso é o efeito platô, que nada mais é do que uma defesa do nosso organismo.

Porque ocorre o efeito platô?
Efeito Platô é uma defesa, uma reação natural do nosso organismo ao tentar se adaptar a uma redução de ingestão calórica, esse efeito segundo os especialistas ocorre principalmente em regimes radicais, restritivas e sem acompanhamento médico ou nutricional.
Acredita-se que o efeito platô ocorra devido a uma redução no metabolismo, pois a partir do momento que iniciamos uma dieta começamos a ingerir um valor calórico muito abaixo do habitual, com isso o organismo tende a passar por ajustes, resultando numa desaceleração do metabolismo que por consequência breca a perda de peso.

Eliminar peso resulta em mudanças na composição corporal. Uma é óbvia: redução da quantidade de gordura que está distribuída pelo corpo. A outra, muitas pessoas podem estranhar. Durante o emagrecimento ocorre a perda de massa magra ou músculo, mesmo que essa perda seja pequena.
A necessidade de energia que o organismo precisa para manter o peso varia de acordo com a composição corporal, ou seja, com a quantidade de massa magra e de gordura. Assim, é normal que uma pessoa que esteja diminuindo de peso atinja um patamar onde a quantidade de energia consumida não forneça mais o déficit calórico (energia consumida menor que a energia necessária para a manutenção de peso).

Trocando em miúdos, seu organismo boicota seu regime e faz birra, “Não vai comer?Então não vou gastar”.A intenção dele é garantir uma reserva de energia, por não receber a quantidade calórica que recebia antes. E isso resulta na estagnação do peso.

Dicas Para Combater o Efeito Platô:

Dê uma remanejada no cardápio:
Ficar comendo sempre as mesmas coisas, além de enjoar, pode fazer com que entre em défcit em outros nutrientes, essenciais para o organismo.
Varie os alimentos, mas sempre prestando atenção na qualidade nutricional do que consome.

Atividade Física:
Se ainda não começou, aproveite esse momento para começar.
Se já está fazendo, converse com seu instrutor, talvez esteja na hora de mudar as séries de exercícios praticadas

Diga adeus ao Stress e Relaxe:
Já está comprovado que o cortisol, hormônio liberado pelo cérebro em situações de estresse, eleva o nível de substâncias que levam à compulsão pela comida e ativa a lipase, enzima que favorece a entrada de gordura nas células adiposas

Fuja um pouco da balança:
Ficar se pesando todos os dias só vai gerar mais ansiedade e além disso não vai acelerar a perda de peso. Poupe-se de um estresse desnecessário por se achar leve um dia e mais pesado no outro. Melhor do que se orientar pela balança, é tirar as medidas com uma fita métrica.
Mesmo sem alteração de peso, a cintura pode estar mais fininha e isso vai te dar um novo ânimo.

Descubra seu tipo metabólico:
Algumas pessoas são propensas a transformar calorias em gordura, outras, em músculo. Portanto, antes de se desesperar e, principalmente se vem malhando com freqüência, procure saber se o peso que parece sobrar vem de massa gorda ou magra.
Se vier de massa gorda, diminua os carboidratos ao longo do dia.
Se vier de massa magra, diminua as proteínas.

Evite dietas milagrosas e de modinha:
Pra quem sofre com o efeito platô, o ideal é uma dieta balanceada e de baixas calorias.
Se você fizer uma dieta balanceada de 1.200 calorias por exemplo, você pode perder, em média, 1 kg por semana ou até 4 kg em um mês.
Pode ser menos do que essas dietas “milagrosas” propõe, mas com certeza, além de evitar o efeito sanfona e o platô, você vai emagrecer de forma mais saudável.

Evite comer demais nos fins de semana:
Sei que é difícil, mas ao fazer isso, você estará comprometendo toda sua dieta.
Resultado: calorias extrapoladas e a impressão de que a dieta não está surtindo efeito. O quilo perdido durante os dias úteis será facilmente recuperado com o excesso do fim de semana.

Não deixe de se alimentar:
Muitas pessoas, literalmente, deixam de comer, só para ver os ponteiros da balança baixarem, e isso é um erro, pois dessa forma você estará alimentando ainda mais o efeito platô.
Faça cinco ou seis pequenas refeições ao longo do dia, ao invez de duas ou três grandes.
Como seu organismo está na fase de reserva de energia, escassear as refeições só vai prejudicar.

Levante sua auto-estima:
Não deixe que o efeito platô te deixe para baixo.
Levante a cabeça e siga em frente… Apesar de parecer clichê dizer isso saiba que se amar em primeiro lugar é essencial para o sucesso de qualquer dieta.
E lembre-se, nem toda dieta leva ao efeito platô.
Tudo vai depender da dieta que você escolher e de como seu organismo vai reagir.
Evite Dietas restritivas e aposte nas dietas de Baixas Calorias.

Boa Sorte!

Nota: O conteúdo desse site tem apenas caráter informativo. As dietas e informações contidos nesse site são tiradas da própria internet. Todo programa alimentar deve ser realizado sob supervisão médica. Jamais se automedique ou faça dietas sem antes ser avaliado por um médico.

Post Anterior:

Próximo Post