Gorduras Boas e Gorduras Ruins – Conheça as diferenças


Gordura… nem tão vilão assim…
Gordura… esse termo causa terror especialmente em quem quer emagrecer. Mas nem toda gordura é vilã. Existem as gorduras que fazem mal a saúde e outras, que ao contrário, fazem muito bem a saúde. Conheça as características de cada tipo de gordura e se torne amigo das gorduras do bem.

Ao invés de nos preocuparmos com a quantidade de gordura que consumimos, que tal pensarmos sobre a qualidade da gordura que consumimos. É certo que o consumo excessivo de certos tipos de gordura é uma séria ameaça para a nossa saúde mas também sabemos que a gordura também é essencial para o nosso corpo para produzir energia, absorver vitaminas e fabricar novas células.

No entanto, muita gordura saturada e colesterol pode rapidamente colocar a sua saúde em risco, podendo resultar em condições nocivas, como doença cardíaca e derrame. Então, como podemos garantir os benefícios deste necessário (e delicioso) mal? A chave está nos tipos de gordura que consumimos.

As gorduras podem ser classificadas basicamente em dois tipos: Gorduras Saturadas e trans (gorduras ruins) e Gorduras Insaturadas (gorduras boas).

Gorduras Insaturadas (Gorduras Boas)

A gordura insaturada pode ser classificada em dois tipos:
Gorduras Monoinsaturadas : É encontrada em óleos como azeite de oliva, óleo de palma, óleo de canola, sementes oleaginosas como amendoim, castanhas e abacates.
Benefícios: Ajudam a diminuir os níveis de colesterol e mantem o coração saudável sem riscos de doenças cardiovasculares. Os óleos monoinsaturados são propícios para o cozimento dos alimentos, porque mesmo em altas temperaturas, não perdem suas propriedades e não se oxidam facilmente.

Gorduras Polinsaturadas: São especialmente alimentos ricos em ômega 3 e 6. Ômega 6 está presente em óleos vegetais, sementes e alguns tipos de nozes e ômega 3 está presente em peixes oleosos como salmão, sardinha, atum, frutos do mar, óleos vegetais e nozes.
Benefícios: Alimentos com ômega 6, ajudam a reduzir o LDL e o colesterol total, mas o alto consumo pode abaixar o colesterol HDL. Limite a 10% do total de sua ingestão de calorias. Alimentos com ômega 3 reduzem o nível de triglicérides e o colesterol total mas o alto consumo pode retardar a coagulação sanguínea.

Gorduras Saturadas e Gorduras trans (Gorduras ruins)

Gorduras Saturadas: São encontradas principalmente em produtos de origem animal, como carne, laticínios, ovos, frutos do mar e também no óleo de coco.
Benefícios: Precisamos de gordura saturada para a função digestiva adequada e uma série de outros processos. Na verdade, a gordura saturada é um componente essencial de cada célula no nosso corpo, porém deve ser consumido moderadamente pois aumentam o colesterol sanguíneo total, bem como o colesterol LDL (o mau colesterol). Limite-se a menos de 10% do seu total de ingestão de calorias.

Gorduras Trans: São gorduras artificiais obtidas pelo processo de hidrogenação. Foi inventado por cientistas para que os alimentos industrializados pudessem ter mais sabor e durabilidade nas prateleiras dos supermercados. É encontrada principalmente em alimentos processados como enlatados, pipoca de microondas, frituras, salgadinhos, lanches e muitos outros alimentos embalados incluindo margarinas.
Benefícios: Não possuem nenhum benefício, muito pelo contrário, fazem muito mal à saúde, contribuindo para a obesidade e aparecimento de diversas doenças.

Se você observar o rótulo das embalagens dos alimentos no supermercado, vai ficar espantado com a quantidade de gorduras hidrogenadas que alguns deles possuem. Alguns podem estar escritos “parcialmente hidrogenados”, mas nem por isso são menos prejudiciais.

Veja alguns alimentos industrializados que podem conter gordura hidrogenada:

Alguns alimentos naturais encontrados nos supermercados podem também conter gordura hidrogenada como leite e carnes.

Mas os principais vilões estão nos alimentos industrializados como alguns cereais matinais, margarinas, sorvetes muito cremosos, alguns queijos, salgadinhos de pacote, batata frita, alimentos congelados, pipoca de microondas, bolachas recheadas, bolos, algumas barras de cereais, doces, chocolates, embutidos como salsicha, enfim, qualquer alimento embalado no supermercado podem conter gordura trans. Observe o gráfico abaixo:

Recomendações:

Se você tem como objetivo emagrecer e preservar a saúde, é recomendável que preste mais atenção ao seu carrinho de compras, fazendo escolhas saudáveis, substituindo gorduras hidrogenadas por alternativas mais saudáveis.

Ao remover gorduras ruins da sua dieta, você irá melhorar significamente suas chances de emagrecimento a longo prazo. Então à partir de agora se proponha a esse desafio: Comprar com cuidado, evitando o máximo que puder, alimentos com gorduras hidrogenadas.

A melhor forma de fazer isso é evitar alimentos processados, escolhendo alimentos que estejam mais próximo ao seu estado natural e sem corantes ou outros ingredientes químicos. Ficar sempre atento ao rótulo, comparando sempre alimentos de diversas marcas, também irá ajudar você a fazer as melhores escolhas.

Esmola demais o santo desconfia

Aquele ditado ” Esmola demais, o santo desconfia “, pode ser aplicado às gorduras hidrogenadas. Desconfie de um produto descrito como “baixo teor de gordura”. Esses alimentos podem estar mascarando as gorduras normais por gorduras hidrogenadas e outras substâncias químicas que fazem mal à saúde.

Alimentos que estejam descritos como “livre de gorduras trans”, mesmo assim pode conter gordura hidrogenada. Desde que a gordura trans passou a ser “vilã”, algumas empresas usam esse artifício para não diminuir suas vendas. O jeito para descobrir se tem realmente ou não, é olhar o rótulo. Se na composição tiver gordura vegetal ou gordura hidrogenada, então provavelmente tem gordura trans, por mínimo que seja. Fique de olho!

Veja a matéria abaixo:

Compartilhe este artigo:Share on Facebook0Share on Google+0Email this to someoneTweet about this on Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *