Mais prazer com a cirurgia íntima


Mais prazer com a cirurgia íntima
A cirurgia íntima cada vez mais está deixando de ser um tabu e muitas mulheres estão aderindo-a para corrigir imperfeições nas genitálias, motivos esses, que interferem em suas performances sexuais. O fator estético é o motivo principal para que mulheres recorram a essas cirurgias.
As principais queixas são: Monte de vênus proeminente, excesso de pele e flacidez nos pequenos e grandes lábios, alargamento do canal vaginal após sucessivos partos e até frigidez.

Seja qual for o motivo, traz um incômodo muito grande para as mulheres, seja na hora de vestir um biquini, ou durante a relação sexual com seu parceiro, pois a vergonha faz com que sua auto estima fique lá embaixo. A cirurgia íntima é capaz de melhorar esteticamente suas áreas íntimas, trazendo um grande conforto e confiança para muitas mulheres. Em alguns casos, após a cirurgia pode haver melhora do desempenho sexual, para aquelas que tinham mais dificuldade em ter orgasmos.

cirurgia intima

Entre as cirurgias mais procuradas estão: redução dos lábios vaginais (ninfoplastia), redução do Monte de Vênus e preenchimentos dos grandes lábios vaginais.
A maioria das intervenções são simples e são realizadas com anestesia local e a alta do paciente ocorre no mesmo dia.

Hoje em dia, até os homens estão derrubando o tabu e procurando clinicas para fazerem cirurgias estéticas. Na maioria dos casos os problemas estão ligados à impotência, disfunção erétil ou tamanho do pênis.

Tipos de cirurgias íntimas

Estimulação do ponto G por injeção de ácido hialurônico
Em algumas mulheres o ponto G é facilmente detectado pelo parceiro, enquanto muitas outras são mais difíceis de encontrar. A fim de estimular o G, o cirurgião aplica uma técnica que visa aumentar a superfície onde ela está localizada, isso vai gerar mais atrito e assim estimular o ponto G, conseguindo alcançar o orgasmo.

Essa técnica consiste na injeção de ácido hialurônico, com anestesia geral ou local. O resultado da intervenção será visível depois de alguns dias. O resultado é um aumento do estado de excitabilidade durante a relação sexual, aumento da intensidade do orgasmo e visa melhorar sua vida sexual.

O ponto G foi descoberto por um médico alemão, Grafenberg, que concluiu que a cerca de 5 cm da entrada da vagina, existe uma área de extrema excitação, que pode gerar um orgasmo intenso. Estudos realizados mostrou que 7 das 10 voluntárias que se submeteram ao estudo, tinham essa zona erógena.

Labioplastia ou Ninfoplastia
Para reduzir ou redefinir os pequenos ou grandes lábios vaginais. Indicada em casos de flacidez, hipertrofia (volume excessivo) ou problemas de má-formação. Em casos de murchamento, utiliza-se um enxerto de gordura extraída da própria paciente para preencher os grandes lábios.

Perineoplastia
Cirurgia para reconstruir a musculatura do períneo, que pode ficar alterada após sucessivos partos naturais ou com a idade. Muitas vezes é feita pelo próprio obstetra. O problema muitas vezes provoca a queda da bexiga e causa incontinência urinária, além de interferir na vida sexual.

Estreitamento do canal vaginal
Também indicada nos casos em que houve alargamento devido a sucessivos partos naturais ou com a idade e que a perda de elasticidade interfere no sexo.

Lipoaspiração no “monte de Vênus”
Procedimento para eliminar o excesso de gordura na região púbica. Em geral, são necessárias duas ou três incisões, de menos de um centímetro cada.

Clareamento vaginal
Cirurgia para amenizar o escurecimento dos lábios vaginais, que pode ter causa hormonal ou uma característica natural da mulher. Parte da mucosa em que estão concentrados os pigmentos é retirada.

Transplante de pêlos
Indicada para mulheres que apresentam redução de pêlos na região púbica devido a problemas hormonais ou cesáreas.

Himenoplastia
A reconstituição do hímen é um procedimento simples, em que o cirurgião usa um retalho extraído da mucosa vaginal da própria paciente. Médicos têm opiniões diferentes sobre os casos em que a operação se justifica.

Clitoriplastia
É a cirurgia que visa alcançar uma maior exposição do clitóris. Isto é realizado através da remoção do excesso de pele  ao redor do clitóris, com um aumento da área de excitabilidade do órgão. Por consequência, isso leva a um aumento da intensidade e duração do orgasmo. É muito utilizado para o tratamento de frigidez.
Essa cirurgia também é indicada para reconstituição do clitóris em casos de circuncisão feminina, ou quando, por problemas de má-formação, o clitóris fica encoberto, prejudicando o prazer sexual.

“Se você optar em fazer uma cirugia íntima, não tenha vergonha. Procure um médico de confiança e tire todas as dúvidas. Hoje em dia você pode desfrutar do rejuvenescimento e embelezamento das áreas íntimas e esta liberdade tem levado muitos a derrubar o mito quanto às cirurgias íntimas. O importante é estar bem consigo mesma e feliz com seu corpo.”

Compartilhe este artigo:Share on Facebook6Share on Google+0Email this to someoneTweet about this on Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!

1 Comentário

  1. Pingback: Você sabia que hoje é dia mundial do orgasmo? | Dieta Saúde e Beleza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *