Mel de abelha – Alimento sagrado e precioso para a saúde


Mel de abelha – Benefícios, tipos de mel, conservação e contraindicações: Esse alimento dourado, realmente vale ouro. Tido como alimento sagrado pelos povos antigos, o mel era usado de todas as formas possíveis: Como alimento, medicamento, cosmético e até em cerimônias religiosas ou para embalsamar os mortos.

O mel foi o primeiro adoçante a ser usado no mundo. E apesar de muitos conhecerem seus benefícios, poucos conhecem suas reais propriedades de cura, que aliás o povo oriental já conhece há milhares de anos.

Por um longo tempo na história, a sua utilização na culinária foi reservada apenas para os ricos, pois era um alimento caro e só eles podiam pagar. Seu prestígio durou por milênios até a “descoberta” do açúcar refinado feito de cana-de-açúcar ou beterraba.

Apesar do açúcar refinado e outros adoçantes terem substituído o mel na culinária mundial, uma coisa não pode ser esquecida: Além de ser um adoçante natural por excelência, suas propriedades medicinais trazem benefícios enormes para a saúde.

Veja mais alguns benefícios do mel:

O melhor adoçante que existe
Segundo pesquisas, comparado a outros tipos de adoçantes o mel se mostrou capaz de reduzir o colesterol total, triglicérides, proteína C reativa, homocisteína e de açúcar no sangue dos pacientes. Além disso, aumentou o bom colesterol (LDL).

Bactérias amigas
O mel possui uma grande quantidade de bactérias amigas, os lactobacilos e bifidobactérias, bactérias benéficas para a saúde. Essas bactérias do bem, inibem o crescimento de bactérias como Staphylococcus aureus e Candida albicans e outras bactérias maléficas.

Energético
O mel é um poderoso energético. Segundo pesquisas, o mel traz benefício ergogênico (alimento ou ingrediente que ajuda na performance de um atleta).

Ótimo cicatrizante
Devido às suas propriedades antissépticas, antibacterianas e cicatrizantes, o mel, quando usado topicamente, ajuda a cicatrizar feridas, infecções e machucados mais rapidamente, devido às suas enzimas, antioxidantes e flavonoides

Gripes, resfriados e problemas respiratórios
O mel é muito utilizado nos tratamentos de asma, bronquites, tosses, resfriados e gripes com resultados muito bons. Isso, graças às suas propriedades antibacterianas, antivirais e antissépticas, além de ser um ótimo expectorante.

Combate os radicais livres e aumenta a imunidade
Comer mel diariamente aumenta os níveis de compostos antioxidantes no sangue que protegem nosso corpo dos radicais livres, fortalecendo o sistema imunológico, prevenindo o envelhecimento e diversas doenças.

Ajuda na circulação sanguínea
Os antioxidantes presentes no mel ajudam a reduzir o estresse oxidativo e ajudam a melhorar a função endotelial (a função das células que recobrem os vasos sanguíneos) e saúde vascular.

Controla os níveis de açúcar
A frutose do mel ajuda o fígado no processo de metabolismo da glicose durante o sono e quando praticamos exercícios. A frutose é o combustível ideal para o fígado pois ajuda a destravar a enzima de núcleo da célula do fígado, necessário para transformar glicose em glicogênio (a forma em que o açúcar é armazenado no fígado e nas células musculares).

Ajuda a controlar a insulina
Evidências experimentais indicam que o consumo de mel pode melhorar o controle de açúcar no sangue e a sensibilidade à insulina em comparação aos outros adoçantes. O mel é bem melhor aproveitado pelo corpo se compararmos com a sacarose ou glicose sozinha.

Cosmético para pele e cabelos
Se você gosta de cuidar da pele e dos cabelos, o mel pode ser seu grande aliado. Devido às suas propriedades antioxidantes, o mel limpa, desinfeta, tonifica e nutre a pele e as madeixas. Não é à toa que encontramos tantas receitas caseiras de tratamentos de beleza que tem o mel como principal ingrediente.

Boa saúde e Longevidade
A medicina chinesa acredita que quem consome mel diariamente terá uma vida longa e saudável. Taí um motivo interessante para nos lambuzarmos de mel não é mesmo?

Sem gordura e sem colesterol e poucas calorias
Apesar de ser grande fonte de carboidratos e açúcares, o mel tem duas grandes vantagens: Não tem colesterol e não tem gordura.

Seu poder adoçante é duas vezes maior que o açúcar e ainda tem a vantagem de possuir menos calorias. Enquanto uma colher de açúcar tem em média, 40 calorias, a mesma medida de mel, equivale a 25 calorias. Veja esse artigo com dicas de como usar o mel para emagrecerDieta do Mel – Emagreça dormindo.

Tipos de mel


O mel pode ter uma infinidades de cores, indo do branco incolor, amarelo dourado ou acastanhado, laranja, vermelho, marrom ou quase preto. Seu sabor e textura variam de acordo com o tipo de néctar de flores do qual ela foi feita.

As flores de onde as abelhas retiram o néctar são de vários tipos: flor de eucalipto, flor de laranjeira, flor do campo, flor de acácia, flor de tomilho, flor de lavanda, enfim, muitas outras.

Nem sempre o mel é feito à partir apenas de um néctar de flor (mel monofloral). Pode ocorrer a mistura do néctar de várias flores diferentes (mel plurifloral). Essa mistura torna o mel ainda mais rico em proteínas, vitaminas, enzimas e minerais.

Na hora de comprar o mel, deve-se estar atento à sua qualidade. Verifique se a embalagem possui o selo do SIF (Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura) para ter certeza de que o produto é regulamentado e de qualidade.

Como conservar o mel

O mel, quando conservado apropriadamente, tem grande durabilidade. Pode durar até mais de 3 anos após sua fabricação. Procure armazená-lo em um local fresco e seco e em um recipiente hermético que não entre umidade do ar.

Quando fica em locais com temperaturas mais refrigeradas, o mel pode ficar mais viscoso e grosso e quando sujeito a temperaturas mais altas, ele pode ter seu sabor alterado e escurecer.

Quando o mel cristaliza, não significa que o mel é ruim. Muito pelo contrário! Isso significa que o mel é puro e portanto de boa qualidade. Pode-se ser consumido assim mesmo, mas se preferir sua consistência mais viscosa, basta que o coloque o pote sobre uma tigela com água morna.

Não coloque água quente, pois acima de 40 graus, pode afetar a qualidade do mel, fazendo-o perder suas propriedades.

Contra indicações do mel

Infelizmente esse alimento sagrado não pode ser consumido por todos. Crianças de até 1 ano não podem ingerir mel, pois sua flora intestinal ainda é frágil e isso pode favorecer a bactéria Clostridium botulinum, responsável pela transmissão do botulismo, uma espécie de intoxicação alimentar, na maioria das vezes fatal.

Devido ao seu grande teor de açúcares, também não deve ser consumido por diabéticos. Mulheres grávidas ou que estão amamentando só devem tomar sob prescrição médica.

Conte para seus Amigos...Share on FacebookShare on Google+Email this to someoneTweet about this on Twitter
Bookmark the permalink.

Folheados a Ouro e Prata com Preços Imbatíveis

One Comment

  1. Pingback: Benefícios do mel para emagrecer - Receitas e dicas | Dieta Saúde e Beleza

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>