Quais as vantagens dos alimentos orgânicos?

alimentação saudável

Alimentos orgânicos X Alimentos inorgânicos

Nos dias de hoje, muito se tem falado sobre uma alimentação saudável e sobre os prejuízos dos agrotóxicos e pesticidas para a saúde, já que estas substâncias têm sido associadas a inúmeras doenças como cânceres e outros males. É aí que entra os alimentos orgânicos… Imagina como é bom ter ao seu alcance, qualquer alimento, seja ele de origem vegetal ou animal, livres de quaisquer substâncias químicas?

Uma maravilha não é mesmo?

Mas será que você sabe tudo à respeito dos alimentos orgânicos? Que eles são melhores para a saúde em relação aos tradicionais, isso a maioria sabe. Mas resta saber, se você realmente sabe como comprar esse tipo de alimento, com a certeza de que se trata realmente de alimentos orgânicos.

Pensando nisso, resolvemos escrever esse artigo para quem sabe, tentar sanar qualquer dúvida existente sobre esses alimentos e para que o consumidor aprenda de maneira mais fácil reconhecer quais são os verdadeiros alimentos orgânicos que estão nas prateleiras dos supermercados.

1. Selo de garantia “Orgânico”
Para garantir que o consumidor não seja enganado e que tenha certeza de que está levando um alimento saudável, livre de qualquer substância química, esses alimentos são avaliados pelos Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

Quando estão em conformidade com os critérios estabelecidos por estes órgãos, esses alimentos ganham um selo de garantia que comprovam a qualidade do alimento. No Brasil este selo é fornecido pelo IBD (Instituto Biodinâmico de Desenvolvimento Rural). Existem também outros selos complementares como o Ecosocial, APAN, BCS, Demeter, ABIO, Ecocert, OIA, ANC, AAOCERT, Chão Vivo, FVO, CMO, IMO, SKAL, entre outros, que também atestam a qualidade dos alimentos orgânicos.


Portanto, só compre frutas, legumes e verduras orgânicas que tenham certificado de garantia.

Só assim você terá a certeza de que está adquirindo e consumindo alimentos seguros e realmente isentos de qualquer agrotóxicos, pesticidas, hormônios, antibióticos, herbicidas, fungicidas, fertilizantes, entre outros.

Além disso, o cultivo dos alimentos orgânicos devem ser sem o uso de radiação ionizante, dejetos humanos e “lixo” industrial ou aditivos químicos, que tem como objetivo realçar a cor, o sabor, o formato ou o aroma.

2. Lave os alimentos, mesmo que sejam Orgânicos
Embora as chances dos alimentos orgânicos de serem infectados com E. coli são muito pequenas, todos precisam ser bem lavados com água fria e corrente, antes de serem consumidos ou utilizados na culinária. Alimentos que serão consumidos com a casca, devem ser muito bem lavadas também para que fiquem livres de qualquer tipo de impureza.

3. Alimentos de origem animal “orgânico”
Além de frutas, legumes e vegetais, o termo “orgânico” pode ser estendido aos alimentos de origem animal. Isso significa que esses alimentos como carne e laticínios, tais como ovos, frango, queijo, creme de leite e leite, foram retirados de animais que não recebiam nenhum tipo de antibióticos, anabolizantes ou hormônios de crescimento e portanto são mais saudáveis.

4. Melhores do ponto de vista ambiental
Os alimentos orgânicos são considerados “amigos do meio ambiente”, pois um dos seus objetivos é enfatizar o uso de recursos renováveis e a conservação do solo e da água para melhorar a qualidade ambiental para as gerações futuras.

Como em seu cultivo não são usados pesticidas, fertilizantes e herbicidas químicos, então não provocam nenhum tipo de contaminação ambiental e nem perturbam o equilíbrio da natureza, pois além de preservá-lo, mantem o equilíbrio do ecossistema.

5. Por que os alimentos orgânicos são mais caros?
Infelizmente, os alimentos orgânicos são mais caros que os não-orgânicos. Umas das razões são os custos do cultivo, já que esses alimentos necessitam de mais agricultores para lidar com a produção, para retirarem de forma manual as plantas daninhas e os insetos que infestam as plantações. Em certos tipos de culturas, são usados fertilizantes e herbicidas orgânicos que são mais caros que os químicos.

6. Alimentos orgânicos são mais nutritivos?
Ao contrário do que se pensa, os alimentos orgânicos não diferem muito dos não-orgânicos em valores nutricionais. Na verdade, o que ocorre é que por não haver pesticidas ou aditivos químicos, os alimentos orgânicos ganham mais sabor do que alimentos cultivados da maneira tradicional.

7. Quais alimentos consumir na forma orgânica?
Por serem mais caros que os alimentos na versão tradicional, nem sempre é possível consumir todos os alimentos na forma orgânica. Nesse caso o ideal é escolher ao menos, os alimentos que sofrem mais exposição com pesticidas e agrotóxicos e que são consumidos com a casca.

Entre esses alimentos que mais valem a pena serem consumidos na forma orgânica, estão os tomates, morangos, maçãs, peras, ameixas, aipo, vegetais de folhas e abobrinha. Como alimentos que possuem cascas mais grossas são geralmente consumidas sem a casca, como banana, abacate, abóbora, então a preocupação é um pouco menor, já que é na casca que se concentra a maior parte dos pesticidas.

8. Então o alimento orgânico é mais saudável?
Sem dúvidas nenhuma. Além de serem mais nutritivos e mais saborosos, os alimentos orgânicos trazem mais benefícios não só para a nossa saúde como o de toda a família e inclusive para o meio ambiente. Consumir alimentos orgânicos é de fato um investimento para uma vida mais saudável a longo prazo. É a garantia de que está consumindo um alimento saudável, sem riscos para a saúde.

Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
17Share on Google+
Google+
0Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!