Sugestão de cardápio para a Dieta Macrobiótica


A mudança do seu estilo de vida e alimentação ao optar pela dieta macrobiótica, deve ser feito gradualmente. Escolha algo para eliminar a cada semana, até que você, progressivamente tenha feito a mudança completa.
O ideal é você conversar sobre a dieta com seu médico ortomolecular ou nutricionista, que irá te ajudar a montar um cardápio de acordo com as suas necessidades.

Lembre-se de incluir apenas determinados condimentos. O sistema de crenças da Dieta Macrobiótica inclui a filosofia do yin e yang. Este resume-se ao equilíbrio. Os alimentos processados ​​devem ser evitados por causa de todo o teor do açúcar refinado.

Comer pequenas porções, mastigar bem os alimentos e respirar profundamente são também elementos importantes deste estilo de vida. Adaptar-se a este estilo de vida pode ser um desafio, mas o esforço pode valer a pena. Há algumas evidências de que a adesão a este estilo de vida podem ser um preventivo de várias doenças como câncer.

Alimentos que podem ser consumidos na Dieta Macrobiótica (Pirâmide)

  • Diariamente: Grãos integrais e cereais, grãos e seus derivados, algas, vegetais, conservas, óleos vegetais, sal marinho e condimentos.
  • Semanalmente: Açúcar à base de cereais, verduras e frutas, sementes, castanhas, peixes e frutas.
  • Mensalmente: Carne vermelha, ovos, aves e laticíneos.

À partir da lista de alimentos permitidos na Dieta Macrobiótica, é possível fazer preparações de alimentos diferenciados. Se você aprecia comida japonesa, então se adaptará muito bem com essa dieta, pois boa parte dos alimentos da pirâmide fazem parte do cardápio oriental. O cardápio abaixo é apenas uma sugestão. Se você for seguir essa dieta, monte um cardápio variado dentro do que é permitido ou peça aconselhamento à um nutricionista.

Leia mais sobre Dieta Macrobiótica e seus princípios

Sugestão de Cardápio da Dieta Macrobiótica

DIA 1 •Café da Manhã: Cereais integrais com leite de soja.
• Almoço: 1 porção de arroz integral, uma salada verde com óleo de milho, uma fruta da época de sobremesa.
• Jantar: arroz integral, 1 xícara de sopa de feijão, 1 porção de ervilhas com óleo de girassol e algas.
DIA 2 •Café da Manhã: 2 fatias de pão integral e Banchá.
•Almoço: Salada pequena de cenoura ralada, cebola, alface e alho-poró, temperado com óleo de gergelim, além de um suco de rabanete e 1 fruta da época para a sobremesa.
•Jantar: 1 porção de arroz integral, 1 peito de frango cozido sem pele, 1 folha de repolho cozido, óleo de milho, algas.
DIA 3 •Café da Manhã: 2 bolachas integrais e Banchá.
• Almoço: 1 porção de abóbora cozida com óleo de gergelim, uma pequena salada de alface e cebola, e uma fruta da estação para a escolha da sobremesa.
• Jantar: Sopa de Misoshiro, 1 porção de feijões e ervilhas cozidas e 1 fruta da estação a sobremesa.
DIA 4 •Café da Manhã: Cereais integrais com leite desnatado ou de soja.
• Almoço: 1 porção de arroz integral, 1 xícara de sopa de feijão, 1 porção de feijão cozido no vapor e 1 fruta da época para sobremesa.
• Jantar: 1 pequena salada de cenoura ralada, cebola, alface e alho-poró, temperado com óleo de gergelim, algas, além de suco de rabanete.
DIA 5 •Café da Manhã: Cereais integrais com leite de soja.
• Almoço: Peixe grelhado ou assado, 1 porção de repolho cozido, óleo de milho e uma fruta da época como opção de sobremesa.
• Jantar: 1 porção de arroz integral, uma salada verde com óleo de milho, sopa de misoshiro com tofu e uma fruta da época de sobremesa
DIA 6 E 7 • Repita qualquer dia desta dieta.
Compartilhe este artigo:Share on Facebook
Facebook
37Share on Google+
Google+
0Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter

Quer receber dicas gratuitas de saúde e para emagrecer diretamente no seu email? Basta se inscrever abaixo!

3 Comentários

  1. Pingback: Dieta Macrobiótica - Pricípios Yin e Yang | Dieta Saúde e Beleza

  2. Augusto

    Que cereais integrais são esses no café da manhã? Pode ser mais especifico?

  3. Glenn Tobar

    Fruta todo dia? Leite desnatado? Salada crua com frequência? Isso não parece dieta macrobiótica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *